Azure DevOps


Uma das culturas de desenvolvimento que tem se propagado muito é a DevOps. Caso você ainda não tenha ouvido falar sobre DevOps, é basicamente uma cultura que surgiu como uma consequência do manifesto ágil, focada em um conjunto de práticas que integram a equipe de desenvolvimento de software, de operação e controle de qualidade.

Símbolo do DevOps

DevOps é sobre boas práticas, automação, produtividade, qualidade, entrega contínua, iteração contínua (CD/CI) e garantia de melhor comunicação e colaboração entre as áreas de desenvolvimento e infraestrutura.

DevOps, Open Source e Microsoft

Atualmente muitos times de desenvolvimento trabalham com soluções Open Source no seu cerne DevOps, sejam IDEs, controladores de versionamento, repositórios de códigos, contêineres, ferramentas de conversação e outros frameworks.

Poucos sabem, mas a Microsoft também tem uma plataforma inteira dedicada a cultura DevOps, o Azure DevOps.

O objetivo do Azure DevOps é facilitar a vida do profissional de TI entregando tudo em um único pacote e assim, possibilitando que as equipes possam entregar software mais rápido e de maneira mais confiável.

O Azure DevOps é composto por cinco componentes, Azure Boards, Azure Pipelines, Azure Repos, Azure Test Plans e Azure Artifacts.

Azure Boards

Esta feature funciona como um Dashboard entre equipe de desenvolvimento e cliente, permitindo assim, que seu cliente tenha ciência do que está sendo desenvolvido e o que já foi entregue. Tudo por meio do Microsoft Teams.

O Azure Boards leva em consideração a metodologia Scrum, então, se você tem costume em trabalhar com esta metodologia ágil, se sentirá em casa.

Outro ponto interessante é que essa ferramenta oferece insights aos desenvolvedores sobre como anda a saúde do seu projeto por meio de ferramentas de análise.

uma captura de tela do Azure DevOps

Azure Pipelines

Aqui é a área de desenvolvimento propriamente dita. Build, testes e deploy com CI/CD. Uma característica interessante é que o Azure Pipelines permite que você trabalhe com qualquer plataforma, linguagem de programação ou nuvem da sua escolha. É possível, por exemplo, trabalhar com contêineres, Kubernetes e Slack.

Também é possível conectar seu ambiente de desenvolvimento com o GitHub ou qualquer outro provedor Git e deploy contínuo.

Azure Repos

Os repositórios do Azure estão na nuvem e são ilimitados. Além disso, eles funcionam como repositórios Git, permitindo a colaboração do código por meio de pull requests e um avançado sistema de gerenciamento de arquivo.

Também é possível adicionar validações e extensões de algum marketplace que você utiliza para publicar seus apps ou mesmo criar sua própria API ou web hooks.

Azure Test Plans

Uma suíte de testes e lançamentos de versões, que conta com várias ferramentas de teste. Você consegue aplicar cenários de testes como web e desktop, rastrear seu teste fim a fim e também contar com um sistema de log muito rico.

Azure Artifacts

Aqui você pode hospedar, criar e compartilhar pacotes de artefatos com seu time. Também é possível adicionar artefatos aos pipelines de CI/CD, versionamento e testes.

Documentação

Caso você queira explorar a documentação mais a fundo, recomendamos que leia este link. Ele possui um guia rápido e alguns tutoriais que podem auxiliá-lo no início desta jornada. Além disso, aqui você encontra um vídeo introdutório.

Experimente o Azure DevOps e descubra como ele pode agilizar o processo DevOps no seu time.


Autor: Microsoft Tech