A beleza da interoperabilidade e da colaboração 


A evolução da TI 

Antigamente possuíamos infraestruturas de TI extremamente engessadas. Devido ao modelo de negócio das empresas, muitas eram focadas em apenas um fornecedor, trabalhavam com monólitos, possuíam infraestruturas complexas para dar suporte, não ofereciam inteligência e muitas vezes entregavam o mesmo produto dentro de caixas diferentes. Com o avanço da TI este modelo sofreu inúmeras evoluções. Deixamos de ter infraestruturas engessadas baseadas em monolitos para trabalhar com microsserviços, passamos a integrar uso de inteligência artificial dentro do banco de dados, somos capazes de gerir infraestruturas na nuvem, on- premise ou no edge, mas principalmente, agora somos capazes de entregar soluções específicas para nosso cliente, aliás, passamos a entregar experiências, pois não trabalhamos mais com um único modelo de negócios, trabalhamos com o modelo de negócios do nosso cliente. Passamos a entender que existe uma paralaxe da compreensão da solução e, assim, atualmente somos parte do sonho do nosso cliente, e tudo isso tornou-se possível pela disseminação do open source e da colaboração. 

A interoperabilidade 

Quando falamos de algoritmos de inteligência artificial (IA), por exemplo, falamos principalmente da representação matemática de modelos orgânicos, otimização da colônia de formigas, redes neurais artificiais, algoritmos evolutivos, sistemas imunológicos artificiais, dentre outros. Partindo deste princípio biológico no qual a computação se baseia, podemos traçar um paralelo e pensar que a evolução biológica, de acordo com Darwin, tornou-se acentuada graças ao hibridismo, sendo assim, a computação também pode tornar-se melhor graças a mistura de tecnologias. E assim foi. 

Soluções interoperáveis

A interoperabilidade pode partir do uso de fornecedores diferentes, porém, sua maior força vem do open source. Se você quer tornar sua empresa moderna, ágil, compatível com o modelo de negócio do seu cliente, quer tornar sua solução uma experiência e fazer com que seu time de desenvolvimento se sinta confortável em desenvolvê-la, você deve dar uma chance à intereoperabilidade das soluções proprietárias com o open source. 

Netflix 

Falando-se em empresas modernas que se utilizam de soluções interoperáveis, acredito que a um ótimo exemplo seja a Netflix. A Netflix constrói inúmeras soluções baseadas em tecnologias open source, além é claro de produzir soluções open source para o mercado. Dentre elas, acredito que vale a pena dar uma olhada no Chaos Monkey, uma ferramenta de teste de resiliência que derruba, intencionalmente, seus servidores na nuvem. Estes servidores são escolhidos aleatoriamente, em horário comercial e em produção, sim, em produção. Esta ferramenta open source trabalha diretamente com o Spinnaker. O Spinnaker é outra solução open source, que fornece gerenciamento e implementação de clusters prontos para uso, em parceria com a Microsoft, Google e a Pivotal. 

Chef 

Já que estamos falando de infraestrutura, vamos falar de VMs. Se você trabalha com o Azure, deve pensar: “Criar uma VM é simples. Posso utilizar o próprio portal do Azure ou até mesmo uma linha de comando. Mas vamos lembrar que estamos falando de tecnologias interoperáveis. Então, e se você precisar criar várias VMs, diferentes e com configurações específicas? O Chef é uma boa opção. O Chef é uma ferramenta desenvolvida em Ruby que possibilita que você mantenha um repositório no qual consegue replicar toda a sua infra e tem a possibilidade de manter tudo versionado via GIt. Praticamente o Chef orquestra os servidores, versionando, organizando e automatizando tudo que você precisar. 

Blockchain 

Digamos que você trabalha com Blockchain, este novo paradigma de banco de dados. O Blockchain não serve apenas para trocas financeiras, ele também pode ser utilizado no desenvolvimento de contratos inteligentes, documentação de terras, dados médicos, microgrids (venda de energia), e muitas outras. 

Existem várias soluções que trabalham com Blockchain, uma delas é o Ethereum, uma plataforma open source, descentralizada, que tem como principal finalidade a execução de contratos inteligentes por meio do Blockchain. 

Pense na seguinte situação, você se muda de estado e acaba trocando de médico. Seus dados médicos provavelmente não são compartilhados e o cliente dificilmente tem acesso aos dados que estão no registro. Este é o seu desafio. Fazer com que a experiência do seu cliente abstraia toda a complexidade desta troca de informações de ambientes distintos e permitir que ele tenha controla sob seus dados pessoais. 

Por meio do Ethereum isso é possível, e se você trabalha com o Azure é possível iniciar a sua solução criando seu ambiente com apenas um click, pois o Azure trabalha com o Ethereum como um Blockchain as a Service. E quem já mexeu com Blockchain sabe que sem ajuda, não é trivial levantar seu ambiente de desenvolvimento. 

Ciência de dados 

Uma das soluções mais modernas solicitadas pelos clientes atualmente é a implementação de ciência de dados para alavancar seu negócio. Sabemos que para trabalhar com ciência de dados existem várias ferramentas e que o desenvolvimento não é nada trivial. Só para termos uma ideia, uma solução baseada em ciência de dados pode conter: Jupyter Notebook, Data Lake, Weka, Tensor Flow, Power BI e Python, por exemplo. 

A beleza da interoperabilidade para soluções modernas é facilmente identificada aqui. Das tecnologias citadas acima, quatro estão sob licença open source e uma é proprietária. 

Para deixarmos esta solução ainda mais parruda e intuitiva, podemos nos utilizar de VMs pré-configuradas do Azure voltadas para ciência de dados e utilizar todas as tecnologias citadas acima. 

 um screenshot de um mapa

Colaboração 

Vimos até então que o desenvolvimento da TI, seu deu em boa parte, pela implementação de tecnologias interoperáveis, open source e proprietárias. Porém, as tecnologias precisam se manter atualizadas par que nossa solução continue competitiva, aí é que entra a colaboração. 

Muitos dos links das soluções citadas acima estão direcionando você para o Github. Ou seja, são soluções abertas que lhe dão a possibilidade de colaborar e até modificar para sua utilização específica (dependendo do tipo da licença). 

Aliás, seu próprio time de desenvolvimento pode criar uma solução para seu negócio e torná-la open source, assim, esta solução receberá respaldos de outros profissionais que podem melhorar sua solução ou utilizá-la em seus próprios negócios, ampliando assim a marca da sua empresa e o engajamento dos profissionais com ela. 

Experimente 

Seja qual for seu modelo de negócio, pense em abordá-lo com uma solução baseada em interoperabilidade. Seja em ciência de dados, desenvolvimento web, migração para nuvem, migração de banco de dados, machine learning, inteligência artificial, ambiente de testes, ou infraestrutura de forma geral, o Azure é capaz de abraçar a tecnologia open source de sua escolha e amplificar o seu poder. Experimente e trabalhe com a demanda necessária para o seu negócio e do seu cliente. 


Autor: Microsoft Tech